desta infantil, festa na floresta, buffet infantil, salão de festas, feriado bh, 7 de setembro, dia da independência do Brasil

7 de setembro: dia da independência do Brasil

O ano de 1822 deu a largada para que, a cada 7 de setembro, se comemore a independência do Brasil.  Anunciada às margens do Rio Ipiranga, essa conquista foi um marco histórico que mudou o rumo da nação. E é sobre isso que o Festa na Floresta vai falar neste post. 

Mas como essa independência aconteceu, você sabe?

Então, para contar essa história, é preciso voltar um pouco mais no tempo. Quando a família real chegou ao Brasil, uma nova condição econômica surgiu, fazendo com que o país deixasse de ser colônia. Em 1808, houve a abertura dos portos, que era interesse da elite agrária brasileira. Logo, a partir daí, começou uma nova política: a política de Dom João VI. Esse fato é considerado por muitos historiadores como a primeira medida formalizada rumo à independência.

E isso tudo não caiu no gosto de Portugal, pois isso significava uma menor posição no cenário político da época. Assim, surgiu uma revolução em Portugal com intuito de estimular alguma mudança nesse cenário. E, após esta revolução, outros movimentos surgiram com o objetivo de reorganizar a soberania portuguesa. Os responsáveis por esses movimentos pretendiam limitar os poderes do rei e trazer o Brasil, novamente, à condição de colônia.

Toda essa movimentação exigiu que o rei Dom João VI voltasse para Portugal, pois ele corria risco de perder sua autoridade real. Dessa forma, a fim de resolver as coisas, antes de voltar para Portugal, o rei nomeou Dom Pedro, seu filho, como príncipe regente do Brasil.

Brasil x Portugal

Dom Pedro permaneceu obediente à coroa portuguesa por um tempo, acatando e obedecendo as ordens e leis da corte. Contudo, ele percebeu que essa obediência ia levar ao Brasil novamente à condição de colônia, o que não era nada interessante para o Brasil.

Diante disso, Dom Pedro começou a tomar decisões em favor da população, o que o tornou bastante popular. A redução dos impostos foi uma dessas decisões que ele tomou e que fez sucesso entre o povo.

Mas isso causou um certo tumulto nas relações do Brasil com Portugal. Tanto que Portugal passou a exigir o retorno de Dom Pedro para as terras portuguesas e a devida entrega do Brasil à junta administrativa. Em contra partida, uma outra campanha começou com o objetivo de manter Dom Pedro no Brasil. Assim, no fim de 1821, fazendeiros e comerciantes brasileiros, organizaram um abaixo assinado para que essa permanência fosse possível. Em 09 de janeiro de 1822, ao receber o abaixo assinado, Dom Pedro decidiu ficar no Brasil. Posteriormente, esse dia ficou conhecido como o “dia do fico”.

Mas, afinal, como surgiu o 7 de setembro?

Depois do “dia do fico”, Dom Pedro incorporou ao seu governo alguns aliados e decretou que nenhuma ordem de Portugal poderia ser acatada sem o consentimento prévio dele. Isso piorou ainda mais a relação do Brasil com Portugal que, por sua vez, emitiu um documento exigindo o retorno do príncipe, mais uma vez.

Sabendo da existência desse documento, Dom Pedro, às margens do Rio Ipiranga, em São Paulo, no dia 7 de setembro, declarou a independência do Brasil. Posteriormente, Dom Pedro se tornou Dom Pedro I, o primeiro imperador do Brasil.

E foi assim que a história do Brasil, como dono do seu nariz, começou… Os Estados Unidos foi a primeira nação a reconhecer a independência do Brasil. Portugal só o fez cerca de três anos depois e após o pagamento de uma indenização bem gorda.

por Liliane Oliveira

Nenhum Comentário Ainda

Deixe o seu comentário!

To Top