desenvolvimento infantil, festa na floresta bh, buffet infantil, festa infantil bh, criação de filhos

Desenvolvimento Infantil – Introdução

O desenvolvimento infantil é uma pauta sempre aberta entre pais e mães, sejam estes marinheiros de primeira viagem ou pais já bem carimbados no que diz respeito a criação de filhos. E o motivo desse assunto nunca ser concluído é simples: cada criança tem seu tempo, o seu modo de encarar cada etapa de vida, o seu tipo de personalidade que é único, e cada um desses fatores refletem diretamente no progresso de desenvolvimento de cada um. Isso quer dizer que o desenvolvimento infantil não tem uma receita precisa cujo resultado seja idêntico para cada um dos pequenos. Cada um é cada um.

O Festa na Floresta BH, com o objetivo de ajudar mais um pouquinho a vida dos pais e mães, fez um levantamento de como as crianças tendem a se desenvolver em cada faixa etária. Como dito anteriormente, o desenvolvimento infantil não é linear e muitas são as variantes que determinam o seu avanço. O processo é gradual e cada criança responde a essa construção de um modo diferente, de forma que é importante lembrar que se seu filho não enquadra exatamente dentro dos padrões comuns estabelecidos nesse levantamento, não significa que há algo de errado com ele. O fato de algo não estar dentro do comum não significa que também não seja normal, ok? Por isso é importante estar sempre em dia com o seu pediatra de confiança porque ele certamente conhece seu filho em detalhes e saberá precisar o que de fato merece atenção especial ou não.

Uma outra dica importante que o Festa na Floresta BH separou para esse post é a prática do respeito. Crianças também são seres humanos e, como tais, desde sempre, merecem todo o respeito. Respeitar cada uma delas é acatar quem elas são, individualmente. Por isso, não tente pular etapas. Se você acha que seu filho está demorando a passar uma etapa, não o apresse. Dê a ele o benefício do tempo, afinal, ele ainda está em formação. Não estimule-o de forma excessiva, nem de forma escassa. Mantenha o equilíbrio para que ele cresça saudavelmente não só física, mas também emocionalmente. Seus filhos são exemplares únicos e de uma importância inestimável. Orgulhe-se deles, de cada avanço, mas cuidem para que eles não sejam transformados em meros objetos de comparação e/ou competição. Se pais e mães praticarem o respeito diante do desenvolvimento infantil de sua criança, certamente, muitos conflitos futuros serão evitados garantindo um desenvolvimento feliz e mais que satisfatório.

E aí? Curioso sobre o que esperar dos pequenos em cada fase de vida? Então fique ligado nos próximos posts. O Festa na Floresta BH preparou uma série sobre esse tema e, para facilitar ainda mais, separou tudo por faixa etária! A cada semana um grupo de idades diferente! Não perca!

É o Festa na Floresta BH contribuindo para que alegrias não faltem na vida de cada um de vocês para que sempre existam motivos para celebrar! Por isso nos empenhamos em oferecer um ambiente totalmente propício, colorido, alegre e muito saudável que atue como extensão do seu lar para o desenvolvimento infantil do seu filho. Vem fazer a festa! Vem pra floresta!!

por Liliane Oliveira

Comentários ( 2 )

  • Oi meu nome é Cheylla sou mãe de primeira viagem de um menino de 3 anos, ele está em uma fase muito difícil ou talvez eu não esteja preparada pra tantas mudanças juntas. Ele começou a ir na escolinha este ano e apesar de estar quase no meio do ano está difícil de se adaptar todos os dias deixo ele chorando na sala de aula será q estou fazendo errado? Não sei, pois me sinto uma mãe desnaturada assim. Ele esta numa fase de responder, falar certas palavras q ouve dos coleguinhas, e as vezes acho q meu marido cobra demais dele, pois ele é só meu filho meu marido é padrasto dele, as vezes me sinto tão culpada q não sei nem como agir e muitas das vezes acabo cedendo as chantagens emocionais do meu filho.

    • Olá Cheylla! Como vai?

      É um prazer recebê-la aqui no nosso blog!

      Ser mãe é uma tarefa de muita responsabilidade, de fato, o que não impede se ser uma empreitada igualmente recompensadora. Cada conquista, cada fase desse desenvolvimento da criança é um presente que recebemos e uma oportunidade de contribuir para o futuro dessa vida tão linda.

      Sobre o seu filho, é normal que algumas crianças tenham dificuldade de se adaptarem à nova escola. É um ambiente totalmente novo, com pessoas que ele não estava habituado a conviver, de forma que é preciso mesmo de um tempo para adaptação. E cada criança é única, por isso é preciso respeitar o tempo da sua para que tudo se ajeite. Nosso conselho é que você converse com a professora do seu filho e peça a opinião dela, já que ela tem convivido esses meses com seu filho. Pergunte a ela como seu filho tem se comportado após você deixá-lo lá, se ele está se dando bem com os coleguinhas e os demais profissionais. Procure conversar também com o seu filho, ainda que ele não consiga se expressar detalhadamente sobre tudo o que acontece, tente observá-lo e identificar o que ele realmente está sentido quando você o deixa na escola. Tente deixá-lo mais seguro, prepará-lo com antecedência, fazer com que ele veja a escola como algo bom, onde possa aprender e se divertir.

      Quanto ao seu marido, converse com ele sobre como se sente em relação às cobranças dele e tentem juntos chegar num ponto de equilíbrio. Mas para esse ponto de equilíbrio, pare, observe e avalie se realmente ele tem cobrado demais ou se é seu coração de mãe querendo proteger o seu pequeno de tudo e de todos. Caso seja essa a questão, lembre-se que a super proteção não é benéfica. Um outro ponto importante sobre as cobranças é que elas são necessárias, mas devem ser feitas com carinho e respeito. Se as cobranças feitas estiverem fora desses padrões, é preciso reavaliar.

      Nessa fase é comum que a criança copie o que vê ou ouve dos outros. O nosso papel como mãe é direcionar a criança para a forma correta de proceder e, no caso de alguma atitude que precise de reparação (um pedido de perdão, por exemplo), devemos conduzi-la também.

      Mas não acredito que você esteja fazendo errado ou seja uma mãe desnaturada como citou em sua mensagem. Seja forte, corajosa e não tenha medo de soltar seu filho em cada fase de vida que ele iniciar. Ele precisa aprender voar… Não se culpe por suas limitações, ou por não saber exatamente como proceder diante das situações que a maternidade lhe apresenta. Todas as mães do mundo passam por incertezas, umas têm mais facilidades, outras menos. Mas isso não nos torna melhores ou piores. Continuamos a ser mães e o que vale é dar o nosso melhor na certeza de que estamos formando filhos conscientes e que se tornem adultos maduros e independentes.

      Não se culpe por nada. Esse é o primeiro passo para ter sucesso nessa caminhada.

      Continue ligadinha em nosso blog e nas nossas redes sociais (@festanaflorestabh), sempre abordamos assuntos ligados ao mundo infantil. Certamente alguns deles poderão te auxiliar nessa sua caminhada.

      Confira os posts abaixo:
      http://www.festanaflorestabh.com.br/blog/educacao-de-filhos/desenvolvimento-infantil-2-a-3-anos/
      http://www.festanaflorestabh.com.br/blog/educacao-de-filhos/desenvolvimento-infantil-3-a-4-anos/

      Conte sempre com a gente e até a próxima!

Deixe o seu comentário!

To Top