brincar de amarelinha, benefícios da amarelinha, festa infantil, buffet infantil, festa de aniversário, só um bolinho, festa bh, eventos bh, decoração infantil

Por que brincar de amarelinha?

Brincar de amarelinha é uma das atividades mais antigas das quais se tem notícia dentro do universo infantil. A brincadeira é tão gostosa que até mesmo adultos se rendem a ela, só para reviver momentos preciosos da infância. Mas, diversão à parte, é importante falar sobre os inúmeros benefícios que estão por trás dessa brincadeira tão simples. E é exatamente isso que você vai descobrir agora, neste post. Vamos lá, então?

Benefícios da amarelinha

Brincar de amarelinha vai além do risco de giz no chão, das pedrinhas arremessadas e dos pulos feito Saci Pererê. A brincadeira que nasceu antes dos nossos avós promove muito mais que diversão. Enquanto promove o desenvolvimento muscular e motor, controle corporal e espacial, a brincadeira favorece o equilíbrio e o desenvolvimento social. Confira só todos esses benefícios, um a um.

Noção de espaço

Ao desenhar a amarelinha no chão o primeiro benefício que a criança recebe é a noção de espaço. Afinal, para que tudo dê certo, os espaços de cada casinha precisam ter mais ou menos o mesmo tamanho. Sem contar que as linhas que representam a amarelinha delimitam um espaço que passa a ser regra no jogo. São elas que farão com que a brincadeira tenha sentido. Assim, nesse processo, a criança aprende a orientar-se em relação ao desenho feito. Além disso, reconhece os significados de direita e esquerda, à frente ou atrás, e também sua posição em relação ao outro.

Coordenação motora fina

Ao brincar de amarelinha, a criança desenvolve a coordenação motora fina. Esse benefício é claramente desenvolvido ao pegar a pedrinha para arremessar nas casinhas. A coordenação motora fina desenvolve a capacidade da criança usar os pequenos músculos (braço e antebraço) para movimentos mais delicados. Escrever, recortar, encaixar, bem como abotoar e desabotoar, são alguns exemplos de atividades que são beneficiadas através do desenvolvimento da coordenação motora fina.

Coordenação óculo-manual

Para quem não sabe, a coordenação óculo-manual é uma habilidade que permite o uso simultâneo dos olhos e das mãos. Assim, ao lançar uma pedrinha, a criança identifica antecipadamente o local onde essa pedrinha precisa cair. Feita essa identificação, através da percepção ocular, o cérebro vai providenciar que as mãos atirem a pedrinha no local desejado. Dessa forma, a coordenação óculo-manual é um trabalho em equipe, desenvolvido pelo corpo humano. Ao brincar de amarelinha o desafio inicial da criança é fazer com que a pedrinha pare no local certo e isso é o bastante para desenvolver a coordenação óculo-manual.

Força muscular

Ao saltar, a criança desenvolve sua força muscular. Ou seja, desenvolve a capacidade de um grupo de músculos de exercer força contra uma resistência. Esse exercício auxilia no vigor físico e prepara para enfrentar novos desafios, seja ao brincar de amarelinha ou na vida.

Equilíbrio

Brincar de amarelinha também desenvolve o equilíbrio. Durante a atividade, o corpo humano aprende a se manter estável, mesmo que com o uso de um pé só e ainda envergando o corpo para apanhar a pedrinha no chão. Pular com um pé só é uma das atividades mais complexas que o corpo humano é capaz de realizar. Afinal, enquanto uma parte do corpo está ativa, o outro permanece imóvel.

Ao promover o equilíbrio, a criança também se desenvolve fisicamente. Além disso, a brincadeira também favorece o desenvolvimento cognitivo, emocional e social, áreas importantes para um crescimento saudável e promissor. Promover o equilíbrio auxilia o cérebro a constituir novos caminhos neurais que, posteriormente, ajudarão no desenvolvimento da criatividade e do raciocínio lógico.

Controle corporal

Já parou para pensar na dinâmica da amarelinha? Não basta arremessar a pedrinha na casa certa, é preciso pegá-la sem cair no chão e sem pisar nas linhas que limitam a casinha. E tudo isso de um pé só e na base de saltos. Portanto, além da concentração, também é preciso ter controle corporal. E nesse processo de saltos e paradas, a criança aprende a treinar seu autocontrole.

Ritmo corporal

Arremessa a pedrinha, salta, para, abaixa, pega a pedrinha e segue o bonde. Falando assim parece até fácil, mas é impossível ter êxito nesse processo se não houver ritmo corporal. Ao brincar de amarelinha, a criança tem uma oportunidade única de encontrar o seu próprio ritmo corporal e desenvolvê-lo. Ao descobrir seu ritmo corporal a criança forma uma base sólida para o aprendizado da linguagem e também da memorização.

Estratégia

Brincar de amarelinha não é um processo recreativo aleatório. Até a criança mais novinha, ao iniciar a brincadeira, pensa na melhor forma de alcançar seu objetivo: chegar ao céu. Dessa forma, a amarelinha promove a capacidade humana de planejar e elaborar estratégias. E mais do que isso, ela permite que a criança pratique o seu plano de ação ao mesmo tempo que se adapta a cada nova decisão tomada.

Personalidade

O ser humano é competitivo por si só. A sua necessidade de alcançar sucesso, seja no que for, é natural. Por isso a amarelinha é importante para o desenvolvimento da personalidade. Ela estimula o emprego do melhor de cada criança no intuito de alcançar seu objetivo. E, caso esse objetivo não seja alcançado de primeira, ela pode tentar de novo, e de novo, até conseguir. Ao aprender a ganhar e também a perder, a criança desenvolve sua personalidade e se prepara para a vida futura.

Desenvolvimento social

Além de desenvolver inúmeras habilidades, a amarelinha promove a interação social. Ao brincar de amarelinha, muitas amizades são iniciadas, muitos vínculos são restabelecidos. Além disso, o respeito mútuo, ao esperar cada um a sua vez de jogar, é desenvolvido.

Viu só como a amarelinha vai muito além de um simples passatempo? Então, tá esperando o quê pra juntar a criançada, desenvolver todas essas habilidades e se divertir aos montes?

por Liliane Oliveira

Nenhum Comentário Ainda

Deixe o seu comentário!

To Top